Registe-se aqui
  •  
  • Catálogo de Produtos
  • Serviços
  • Softwares & Actualizações
  • Documentação & Downloads

Esquema IT

Neutro não distribuído
Neutro distribuído
Neutro isolado e massas interligadas através de um condutor de protecção.
Neste caso o neutro não está ligado à terra, ou encontra-se ligado através de uma impedância muito alta (“Neutro impedante"). As ligações entre as massas, normalmente, são interligadas através de um condutor de protecção.
Em caso de defeito de isolamento no condutor activo, a corrente de defeito terá um valor reduzido, originando que não seja obrigatório a abertura automática do circuito no primeiro defeito.
A Impedância de isolamento varia com, o tipo de receptores instalados, com o comprimento e envelhecimento das canalizações, com as condições de humidade, etc...

  • Neutro não distribuído
Se existir um primeiro defeito, a tensão Uc deve ser limitada devendo ser inferior a 50 V. Nos sistemas em que o neutro do transformador está ligado à terra através de uma impedância Z, esta passa a fazer parte do circuito de defeito. Quanto maior o Z menor será o Uc.
É aconselhável limitar o defeito rapidamente, uma vez que uma situação de segundo defeito levaria ao disparo das protecções. Se existir um defeito fase-fase, esta corrente comporta-se como um curto-circuito normal entre fases.

Neutro Distribuído

No caso de neutro distribuído, é necessário proteger este condutor com um disjuntor que corte todos os pólos e um controlador permanente de isolamento (CPI). Este último deve ser ligado ao neutro da instalação e o mais próximo possível da origem da instalação.
Para a protecção contra correntes de defeito, podem ser usados disjuntores. Se forem usados dispositivos com protecção diferencial a sua sensibilidade deve evitar a abertura ao primeiro defeito.

O neutro isolado é a solução que garante a melhor continuidade de serviço na instalação. Por esta razão, este esquema é utilizado em hospitais (nomeadamente blocos operatórios), redes eléctricas em aeroportos, minas, instalações com risco de incêndio ou explosão, barcos e indústrias onde a interrupção da actividade é dispendiosa ou perigosa.